TRATAMENTOS CIRÚRGICOS

Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Lombar

O conceito de cirurgia minimamente invasiva não está relacionado apenas ao tamanho do corte na pele, mas sim ao grau de agressão cirúrgica que é realizado no procedimento.

Como definição temos que são as cirurgias em que se realizam as mesmas coisas que em uma cirurgia convencional, porém com menor agressão cirúrgica do que elas.

Está indicado no tratamento de quais doenças?

- Hérnias de disco lombares
- Dor lombar intratável clinicamente
- Espondilolistese (escorregamento)
- Estenose de canal lombar (canal estreito)
- Estenose foraminal
- Escoliose degenerativa
- Espondilodiscoartrose

Quais são os principais benefícios da Cirurgia Minimamente Invasiva?

- Menor sangramento
- Menor tempo de internação
- Menos dor pós-operatória
- Retorno mais rápido às atividades físicas e ao trabalho
- Menor necessidade de uso de medicações no pós-cirúrgico
- Cortes cirúrgicos menores
- Menor agressão de tecidos internos

As cirurgias de artrodese e fusão podem ser realizadas com técnicas minimamente invasivas, assim como a técnica de artroplastia da coluna lombar com uso de implante de terceira geração, que chegou recentemente e foi alvo de uma reportagem na Globonews com a nossa equipe (reportagem no site), também é realizada por cirurgia menos agressiva.

Quais são os procedimentos da coluna lombar minimamente invasivos?

1. Artrodeses ou fusão de coluna lombar, indicado para as mais diversas situações. Pode ser realizada por diversas técnicas que serão descritas abaixo: TLIF, XLIF ou LLIF, ALIF e OLIF.

a) - TLIF ou artrodese intersomática lombar transforaminal: é realizada totalmente pelas costas do paciente, ou seja, tanto o tratamento do disco, quanto a colocação de parafusos.

b) - XLIF ou LLIF que é a artrodese intersomática lombar lateral: é realizado o tratamento do disco por um pequeno corte lateral, e depois com o paciente de bruços, os parafusos percutâneos são colocados.

c) - ALIF ou artrodese intersomática lombar anterior: o tratamento do disco é feito por um pequeno corte no abdômen inferior, e depois com o paciente de bruços, os parafusos percutâneos são colocados.

d) - OLIF ou artrodese intersomática lombar obliqua: o tratamento do disco é feito por um pequeno corte na região entre o abdômen anterior e a parte lateral, e depois com o paciente de bruços, os parafusos percutâneos são colocados.

2. Artroplastia da coluna lombar que é indicada para o tratamento de doença do disco lombar em pacientes sem grande artrose da coluna (geralmente pacientes com menos de 55 anos). É realizado por acesso único via anterior, ou seja, pequeno corte abdominal.

3. Microdiscectomia, que é uma cirurgia sem uso de implantes e feita com auxílio de microscópio, destinada apenas para a retirada de hérnia de disco que comprime nervos e causa dor ciática (irradiada até o pé). De maneira geral, não está indicada para pacientes que possuem dor na coluna associada.

4. Foraminoplastia e foraminotomia são indicados para pacientes que possuem dor ciática irradiada por estenose foraminal. Nesse caso podemos fazer apenas uma raspagem para alargar o orifício por onde o nervo passa, utilizando uma raspa flexível.

5. Endoscopia de coluna lombar está indicada para pacientes com hérnia de disco sem instabilidade da coluna, ou seja, sem dor nas costas e apenas dor irradiada para as pernas, de forma semelhante à indicação de microdiscectomia. Vale ressaltar que há casos que não podem ser tratados por endoscopia e a técnica microcirúrgica é superior.

whatsapp
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade