DOENÇAS DA COLUNA

Hérnia de Disco Lombar

Doença do disco intervertebral que é uma estrutura fibrocartilaginosa localizada entre as vértebras e que serve para a mobilidade, absorção de impactos e transmissão da carga suportada pela coluna lombar.

O que é?

É uma doença do disco intervertebral que é uma estrutura fibrocartilaginosa localizada entre as vértebras e serve para absorção de impacto, transmissão de carga através da coluna e mobilidade.

Como se desenvolve ou se adquire?

Em geral faz parte do processo degenerativo que acomete a coluna vertebral, porém pode ser consequente a um traumatismo de grande energia cinética ou também a um trauma leve ou até mesmo durante a prática de atividade física, mas nesse caso está associado a doença degenerativa discal prévia, visto que o disco intervertebral é uma estrutura firme e resistente à carga e ao impacto.

Quais os sintomas?

O início em geral ocorre com dor lombar, seguido por ciática (dor irradiada para o membro inferior) após período variável. O paciente relata alivio da dor com a flexão da coxa e joelho. É muito frequente a pessoa preferir ficar em repouso, porém mudando de posição constantemente.

Há piora quando tosse e nas manobras de Valsalva.

Quando o paciente apresenta-se com sintomas urinários (dificuldade para urinar), fraqueza para a movimentação dos pés, do hálux ou da perna, ou ainda quando há disfunção erétil, aí trata-se de um caso de maior gravidade e que deve ser submetido a tratamento imediato, a fim de minimizar as chances de sequelas.

Como o médico faz o diagnóstico?

O diagnóstico é baseado no quadro clínico apresentado pelo paciente, além de ser necessário a realização de exames complementares.

O exame de escolha para a visibilização da hérnia de disco é a Ressonância Magnética, porém outros exames podem ser importantes e até necessários, tais como a radiografia de coluna lombar, tomografia computadorizada, mielografia e mielotomografia.

Como tratar?

Grande parte das pessoas melhoram dos sintomas causados pela hérnia de disco lombar em até 6 semanas apenas com medicação analgésica e anti-inflamatória, ou eventualmente sem qualquer tipo de tratamento.

Nos casos em que não há melhora da dor, ou ainda, que haja a piora dos sintomas, é necessário a procura de atendimento médico especializado.

Para casos em que há perda de força, sintomas urinários, disfunção erétil ou dormência contínua na região perineal ou em alguma localização da perna, aí se faz necessário a procura de atendimento médico o mais rápido possível, para que seja feita a investigação e até mesmo o tratamento cirúrgico, caso necessário.

Os casos crônicos são inicialmente tratados clinicamente mas quando não há resposta satisfatória, o tratamento cirúrgico torna-se uma opção.

Como prevenir?

A hérnia de disco é uma doença que, em geral, está dentro do contexto da doença degenerativa discal, e portanto é muito mais dependente de questões individuais intrínsecas (fator genético) do que de fatores como atividade física ou atividade exercida no trabalho.

O meio mais eficaz para prevenção é a atividade física associada ao fortalecimento da musculatura abdominal e lombar, orientado por profissional da área de educação física ou do esporte.



whatsapp
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade